• Responda à pergunta do dia e concorra a prêmios - Clique Aqui

3º Santos Film Fest divulga a lista de filmes selecionados

O 3º Santos Film Fest – Festival Internacional de Filmes de Santos divulgou a lista de filmes selecionados e convidados para a programação que ocorrerá de 28 de agosto a 5 de setembro em mais de 13 espaços de Santos: Cine Roxy 5, Cine Roxy 4, Cine Arte Posto 4, Cine ZN, Museu da Imagem e do Som de Santos, Cinemateca de Santos, Gibiteca Municipal Marcel Rodrigues Paes, São Judas Campos Unimonte, Estação da Cidadania, Instituto Arte no Dique, Open House Idiomas, Shopping Pátio Iporanga e Sesc Santos. Nesta edição, o projeto abordará os temas Qual Mundo Desejamos?, tendo em vista a necessidade de reflexão e debate em torno questão fundamentais como inclusão, tolerância, diversidade, respeito às diferenças, partindo dos 17 Objetivos da Agenda 2030 da ONU, e Maratone com a gente no cinema, entendendo a importância do cinema como espaço para reunião de pessoas, de troca de ideias, visões de mundo, ferramenta para a promoção da cultura, da educação. Por isso, o festival homenageia o crítico de cinema Rubens Ewald Filho, santista de nascimento, que já assistiu mais de 53 mil filmes e cobriu 35 cerimônias do Oscar, sendo pioneiro de diversas maneiras em sua profissão, e a cineasta Eliane Caffé, cuja filmografia aborda questões relativas ao direito de moradia, de identidade, do tratamento dado a refugiados, sejam eles os estrangeiros que chegam ao Brasil, ou os próprios brasileiros que são obrigados a deixar suas terras ou buscam estabelecer-se em espaços em desuso.

Abertura

Rubens estará na abertura do festival, em 28 de agosto, 20h30, no Cine Roxy 5, quando receberá o troféu Luciano Quirino, das mãos do próprio ator santista, hoje residente no Rio de Janeiro. Na ocasião também será exibido o curta-metragem Eu Preciso Destas Palavras Escrita, sobre Artur Bispo do Rosário, dirigido por Milena Manfredini e Raquel Fernandes e estrelado por Luciano. A noite será encerrada com intervenção artística surpresa do projeto Santo de Casa. No dia 29, 20h, Rubens e Luciano participam do bate-papo Santistas do Mundo, no auditório da São Judas Campos Unimonte, com mediação do crítico de cinema Waldemar Lopes. Ainda dia 29, mais cedo, 17h, será inaugurada no Shopping Pátio Iporanga a exposição Rubens Ewald Filho: Vida de Cinema, com acervo pessoal do crítico.

Eliane Caffé

Eliane marcará presente em 3 de setembro, uma segunda-feira à tarde, quando apresentará o longa Era o Hotel Cambridge e receberá o troféu Ondina Clais, das mãos da atriz. O festival exibirá outro filme emblemático da cineasta, Narradores de Javé.

Filmes

Este foi o primeiro ano em que o SFF abriu inscrições para curtas, médias e longas-metragens. Dez curtas, quatro médias e seis longas foram selecionados para a mostra do Voto Popular – Troféu Rubens Ewald Filho. Foram selecionados também produções para a mostra Humanidades e sessões especiais. Ao todo, o festival exibirá 84 produções que representam 15 cidades de nove estados brasileiros e, além do Brasil, de outros oito países: Cordisburgo (MG), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Guarujá (SP) Juazeiro do Norte (CE), Natal (RN), Nazaré (BA)Porto Alegre (RS), Praia Grande (SP), Rio de Janeiro (RJ), Santos (SP), São Carlos (SP), São Vicente (SP), e Sorocaba (SP). As produções estrangeiras estão representadas por Alemanha, Bélgica, Canadá, Espanha, França, Itália, Reino Unido e Suécia. Filmes brasileiros e estrangeiros integrantes da programação foram selecionados a partir de parcerias com distribuidoras de filmes, Consulado do Canadá, Embaixada da Suécia e Cinemateca Francesa.

Serão realizadas cinco pré-estreias: Benzinho, Ferrugem, SP: Crônicas de uma Cidade Real, Odinei Ribeiro: O Narrador de Emoções e Crô em Família. Marcarão presenças diretores, produtores e atores: já confirmados, além de Rubens, Eliane, Luciano e Ondina, estão Virginia Cavendish, Karine Telles, o diretor Elder Fraga, Renata Giovannetti, Elvis delBagno, Marcus Garrett, entre outros.

O festival ainda contará com três exposições, virada cinematográfica com café da manhã, bate-papos, oficinas formativas, entre outras ações. Em breve será divulgada a programação completa e novos filmes ainda podem ser confirmados.

Confira os selecionados

Mostra voto popular | Troféu Rubens Ewald Filho | Longas-metragens- A Fera na Selva, de Paulo Betti, Eliane Giardini e Paulo Escorel, 75’ (Sorocaba, SP)- A Mais Briosa – Um Amor 100 Divisão, de Guilherme Bernardo, 90’ (Santos, SP)- Amores de Chumbo, de Tuca Siqueira, 98’, (São Paulo, SP)- Como Você Me Vê, de Felipe Bond, 113’ (Rio de Janeiro, RJ)- Henfil, de Angela Zoé, 75’ (Rio de Janeiro, RJ)- Sailing Band, de Denis Nielsen, 74’ (São Paulo, SP)

Mostra voto popular| Troféu Rubens Ewald Filho | Médias-metragens – A Poeira Não Quer Sair do Esqueleto, de Daniel Santiso e Max William Morais, 21’ (Rio de Janeiro, RJ)- Em Algum Lugar Amanhã, de André Diqueira, 24’59’’ (Curitiba (PR)- O Homem do Saco, de Christian Savi e Luiz Fernando Coutinho, 23’41’’ (São Carlos, SP)- Turma da Mônica – Gerações, de Paula Luana Maia, 22’51’’ (Guarujá, SP)

Mostra voto popular| Troféu Rubens Ewald Filho | Curtas-metragens – Alma Bandida, de Marco Antônio Pereira, 15’ (Cordisburgo, MG)- Ao Final da Conversa Eles Se Despedem com um Abraço, de Renam Brandão, 20’ (Rio de Janeiro, EJ)- Ciclos, de Juliana Gomes e Luiz Roberto Penereiro, 17’11’’ (São Vicente, SP)- E Agora Me Calo de Vez, de Marco Bravo e Candé Faria, 19’ (Porto Alegre, RS)- Esconde-Esconde, de Luciana Bollina e Luis Felipe Mendes, 5’40’’ (Rio de Janeiro, RJ)- Estigma, de Levi Elionai, 8’42’’ (Santos, SP)- Intocável, de Matheus Madeiros, 17’ (Goiânia, GO)- Lá do Alto, de Luciano Vidigal, 8’47’’ (Rio de Janeiro, RJ)- Sessão Especial, de Gabriela Queiroz, 20’ (Fortaleza, CE)- Vidas Cinzas, de Leonardo Martinelli, 15’ (Rio de Janeiro, RJ)

Pré-estreias- Benzinho (estreia), de Gustavo Pizzi, 95’, com presença da atriz Karine Telles- Crô em Família, de Cininha de Paula, com presenças de membros da equipe- Ferrugem, de Aly Muritiba, 99’, com presenças de membros da produção- Odinei Ribeiro: O Narrador de Emoções, de Germano Pereira e Renata Giovannetti, aproximadamente 90’, com presença dos diretores, do produtor Rubens Ewald Filho e de Odinei Ribeiro- SP: Crônicas de uma Cidade Real, de Elder Fraga, 100’, com presença do diretor e elenco

Mostra Humanidades | Longas-metragens – 50 São os Novos 30 (Marie-Francine, 2018), de Valkérie Lemecier, França/Bélgica, 95’- A Livraria (The Bookshop, 2017), de Isabel Coixet, Reino Unido / Espanha / Alemanha, 113’- Animal Político (2016), de Tião, Brasil, 72’- Elon Não Acredita na Morte (2016), de Ricardo Alves Jr., Brasil, 76’- Em Busca de Fellini (In Search of Fellini , 2017), de Taron Lexton, EUA, 93’- Hotel Terapêutico (Hotell, 2013), de Lisa Langseth, 93’. Suécia- Jonas e o Circo sem Lona (2015), de Paula Gomes, Brasil, 81’- Kabadio – O Tempo Não Tem Pressa, Anda Descalço (2017), de Daniel Leite, Brasil ,95’- Martha e Nikki (Martha & Niki , 2016), de Tora Mårtens, Suécia, 90’- My Prairie Home (2013), de Chelsea McMullan, Canadá, 76’- No Clima de Melville (In the Mood For Melville, França), de Benjamin Clavel, França, 58’- O Efeito Aquático (L’effet aquatique, 2016), de Sólveig Anspach e Jean-Luc Gaget, França, 83’- O que Estamos Esperando? (Qu’est Ce Qu’on Attend?, 2016), de Marie-Monique Robin, França, 119’- Paris à Branca (Paris La Blanche, 2017), de Lidia Terki, França, 83’- Tempestade (Tempéte, 2016), de Samuel Collardey, França, 2016- Um Jogo Sério (Den allvarsamma leken, 2016), de Pernilla August, Suécia, 115’- Um Novo Capitalismo (2017), de Henry Grazinoli, Brasil, 76’- Verão Eterno (Odödliga/Eternal Summer, 2015), de Andreas Öhman, Suécia, 106’

Mostra Humanidades | Curtas-metragens – A Caixa, de Thais Maynara, 10`46“ (Praia Grande, SP)- A Cava é Cova, de Leandro Olimpio da Rocha, 8`12“ (Santos, SP)- À La Cida, de Lucas Santiago Rosa, 13`09“ (Fortaleza, CE)- A Rua das Casas Surdas, de Gabriel Mayer e Flavio Costa, 7`56“ (Porto Alegre, RS)- Alô Maman, de Michely Ascari, 11` (Goiânia, GO)- Anchieta, de Marcelo Pereira dos Santos e Victoria Andreia, 11` (São Vicente, SP)- Batom Vermelho, de Luiz Antônio Souza Campos e Lucas Nascimento, 17`02“ (São Paulo, SP)- Candeias, de Ythallo Demys Bezerra Rodrigues e Reginaldo Farias, 19`17“ (Juazeiro do Norte, CE)- Cine Rio Branco, de Eudaldo Monção Rocha Junior, 18` (Nazaré, BA)- Dia de Feira, de Wladimir Cruz, 10`06“ (São Vicente, SP)- Elipse do Tempo, de Luan Menezes Moreno, 15` (Rio de Janeiro, RJ)- Em Torno do Sol, de Julio castro e Vlamir Cruz de Medeiros, 12` (Natal, RN)- Escolhas, de Patrícia Evans, 6`40“ (Curitiba, PR)- Estamos Todos Aqui, de Rafael Mellim e Chico Santos, 19` (São Paulo, SP)- Mar de Monstros, de Isabella Mourão Raposo, 18`57“ (Rio de janeiro, RJ)- O Analfabeto Político, de André dos Santos, 14`43“ (São Paulo, SP)- O Vestido de Myriam, de Lucas H. Rossi, 15` (Rio de janeiro, RJ)- Por Conta da Casa, de Flavio Costa, 14`55“ (Porto Alegre, RS)- Você Só Dá Aula?, de Fabiano Keller, 19`40“ (Santos, SP)

Mostra Eliane Caffé – Era o Hotel Cambridge (2016), 110’, com presença da diretora – Narradores de Javé (2002), 100’

Sessões Especiais – Através da Sombra (2016), de Walter Lima Jr., 100’, com presença da atriz Virginia Cavendish – Como é Bom Ser Bom, de Carlos Oliveira, – Eu Preciso Destas Palavras Escrita (filme de abertura), RJ, de Milena Manfredini e Raquel Fernandes, 20’, com presença do ator Luciano Quirino- Eu Quero ir Para Casa (2018), Brasil- 1983: O Ano dos Videogames no Brasil, de Marcus Garrett e Artur Palma, 143’19’’, com presença do diretor Marcus Garrett- O Homem da Cabeça de Laranja (2016), de Elvis delBagno, 108’,com presença do diretor- Os Canais de Saturnino, de Carlos Oliveira- Os Caubóis do Apocalipse, de Diego da Costa, com presença do diretor- Nascer nas Prisões, de Bia Fioretti, com presença da diretora- Nossos Mortos Tem Voz (2018), de Fernando Sousa e Gabriel Barbosa, Brasil- Paranapuã, de Leonardo Coffani Sabanay, 30’ (Santos, SP)- Um Conto de Batman: Na Madrugada do Ventríloquo (fan film, 2014), de Elvis delBagno, 88’, com presença do diretorClássicos e cults- Oito e Meio (8½, 1963), de Federico Fellini, Itália/ França, 138’ (filme de encerramento)- Duas Garotas Românticas (Les Demoiselles de Rochefort, 1967), de Jacques Demy, França, 120’

Virada cinematográfica – Tema: Imprensa livre – Os Chefões Piraram (Big Boys Gone Bananas!, 2011), de Fredrik Gertten, Suécia, 87’- The Last Santence (Dom över död man, 2012), de Jan Troell, Suécia, 124’- + filme surpresa.

Sessões inclusivas – A Bailarina (Ballerina, 2016), de Eric Summer, Éric Warin, Mimi Maynard e Paulette Victor-Lifton, França / Canadá, 89’- Detetives do Prédio Azul (D.P.A.) – O Filme, de André Pellenz, Brasil, 90’- Extraordinário (Wonder, 2017), de Stephen Chbosky, EUA / Hong Kong, 113’

Postagem original. Data: 01/08/2018

Artigo Anterior

Entrar






Cadastre-se
Esqueceu sua senha?

Cadastre-se