• Responda à pergunta do dia e concorra a prêmios - Clique Aqui

Caminhoneiros mantêm mobilização, mas Codesp e Ecovias afirmam que fluxo está liberado nos acessos ao Porto

Os caminhoneiros autônomos afirmam manter a mobilização na Baixada Santista e no Vale do Ribeira, neste domingo, sétimo dia de paralisação. A categoria quer a redução no valor dos combustíveis e o aumento do preço do frete. A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) entretanto afirma que não há barreiras nos acessos terrestres ao Porto de Santos, enquanto a concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI) diz que o fluxo de veículo está liberado nas estradas.

Em uma reunião no Palácio do Jaburu com os ministros Eliseu Padilha (MDB-RS) e Moreira Franco (MDB-RJ), o presidente Michel Temer (MDB) disse acreditar em um acordo para encerrar a greve. Ele também pediu prioridade para desobstruir o Porto de Santos.

Veja os principais reflexos da paralisação na Baixada Santista e no Vale do Ribeira:

Combustível

Acabou o estoque de gasolina e etanol em todos os postos da Baixada Santista e Vale do Ribeira, segundo o Sindicombustíveis Resan.

Alimentos

Supermercados da região já estão com as prateleiras vazias.

Transporte público

Cidades operam com frota reduzida de ônibus, assim como o transporte metropolitano. A travessia de balsas e barcas também diminuiu o número de embarcações em operação para racionar combustível.

Aeroportos

Voos e decolagens de aeronaves não foram impactados nos dois aeroportos da região

Porto de Santos

O Porto de Santos não registra movimentação de caminhões nas duas margens desde segunda-feira (21), segundo a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), a autoridade portuária. O modal rodoviário representa 70% das operações.

Saúde

As ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) permanecem atendendo as ocorrências, segundo as administrações municipais, assim como os hospitais das duas regiões.

Segurança

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) afirmou que todas as atividades da polícia e dos bombeiros permanecem operantes. Caminhões-tanque foram escoltados para fazer o abastecimento das viaturas em Praia Grande, Santos, Guarujá e Bertioga, neste fim de semana.

Educação

Prefeitura de Peruíbe e Guarujá decidiram suspender as aulas na rede pública.

Coleta de lixo e serviços públicos

A Prefeitura de Santos informou que coleta de lixo urbano ocorreria até sábado (26) em razão do combustível que ainda está nos tanques dos caminhões.

Indústria

Empresas do Polo Industrial de Cubatão já implementaram redução de produção e de transporte de funcionários.

Energia e abastecimento

A CPFL Energia, que atende parte das cidades Baixada Santista, informou que adotou um plano de contingência. O objetivo é garantir a continuidade do fornecimento de energia e a manutenção prioritária dos serviços emergenciais aos clientes.

Rodovias com protestos

O Sistema Anchieta-Imigrantes, a Rodovia Rio-Santos e a Rodovia Régis Bittencourt registram protestos desde o início da paralisação dos caminhoneiros.

Postagem original Data: 27-05-2018

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Entrar






Cadastre-se
Esqueceu sua senha?

Cadastre-se








Pergunta do Dia:

A epidemia de febre amarela acabou?