• Responda à pergunta do dia e concorra a prêmios - Clique Aqui

Coluna Coquetel: “Tribunal Eleitoral adia a decisão sobre cassação de Válter Suman”

Outro destaque: "A tragédia no centro de São Paulo poderia colocar em alerta as autoridades públicas de Guarujá, onde vários prédios abandonados estão ocupados por moradores sem condições de estar em outro lugar".

Adiado

O Tribunal Regional Eleitoral adiou para a próxima semana, na terça (8) ou na quinta (10), o julgamento do processo que pede a cassação do mandato do prefeito de Guarujá, Válter Suman e de seu vice, Renato Pietropaulo.

Manchetes

A ação foi proposta pela candidata Haifa Madi, que acusa o prefeito de abuso do poder econômico e de uso indevido de meios de comunicação.
Na ação, o editor responsável pelo Assunto Cidade – O Jornal de Guarujá, Valdir Dias, é o terceiro réu.

Recurso

Na justiça eleitoral local, o processo teve resultado contrário aos argumentos da candidata. Mas, no recurso à segunda instância, o procurador Regional Eleitoral do Estado avaliou que o mandato de ambos deve ser cassado, bem como tornar inelegíveis os três réus.

Um pra lá…

Na quinta-feira (3), aconteceu a primeira parte do julgamento. O relator do processo, desembargador Fábio Prieto votou contra o parecer do procurador, defendendo a manutenção do mandato de Suman.

Um pra cá…

Já o desembargador Silmar Fernandes, que votaria em seguida, pediu vistas do processo, adiando a decisão para a próxima semana, quando o processo deve novamente entrar em pauta.

Vai Corinthians!

O tribunal tem sete desembargadores e todos votam.

Tendência

Apesar da imensidão de possibilidades, a tendência é que o voto do relator seja seguido pelos demais desembargadores.

Jurisprudência

Caso não seja esse o roteiro e o prefeito fosse afastado antes do final do segundo ano de mandato (31 de dezembro de 2018), a Justiça Eleitoral convocaria novas eleições municipais, enquanto o cargo estivesse ocupado interinamente pelo presidente da Câmara.

Saiu

O secretário-adjunto de Turismo, Dedé do Adélia, que também é suplente de vereador, pediu para sair do cargo. No dia anterior à publicação de sua exoneração, Dedé anunciou nas redes sociais que estava deixando o cargo e que havia feito o seu melhor.

Sem compromisso

Com 1.535 votos obtidos para a Câmara, Dedé pode ser alçado à condição de titular na Câmara, caso sejam confirmados os rumores de que Nego Walter vá ocupar cargo no Governo do Estado, agora sob o comando de seu parceiro, Márcio França.

Poderia…

A tragédia no centro de São Paulo poderia colocar em alerta as autoridades públicas de Guarujá, onde vários prédios abandonados estão ocupados por moradores sem condições de estar em outro lugar.

Problema localizado

São condições insalubres, com estruturas inacabadas, mas que abrigam várias famílias. Há prédios abandonados em vários bairros da cidade, mas na Enseada está boa parte deles.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

Entrar






Cadastre-se
Esqueceu sua senha?

Cadastre-se