• Responda à pergunta do dia e concorra a prêmios - Clique Aqui

DIG prende dois acusados de participar de saidinha de banco em Praia Grande

Dois homens acusados de assaltar e balear um policial civil na modalidade de roubo conhecida por saidinha de banco foram presos na terça-feira (3). O crime aconteceu na tarde de 18 de janeiro, em Praia Grande, mas as capturas ocorreram na Capela do Socorro e na Vila Brasilina, Zona Sul da Capital.

Os dois acusados foram localizados e presos em suas respectivas residências.Identificados pelos policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos, os acusados tiveram a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça. Outro acusado de envolvimento no delito contra o policial já havia sido preso por outro crime.

Carcereiro lotado na Delegacia de Mongaguá, o policial sacou R$ 5 mil de uma agência do Itaú na Avenida Presidente Kennedy, no Tupi. A vítima estava com a mulher. Após sair do banco, o casal foi até uma loja de motos situada na mesma avenida, a cerca de dez quadras do Itaú. Dois ladrões em uma moto Honda Falcon vermelha abordaram o carcereiro logo após ele entrar no comércio. A dupla exigiu a entrega de um envelope com o dinheiro sacado do banco. O policial levou tiro que percorreu a lateral do rosto até a orelha direita e outro que atravessou um dos ombros. Ele também estava armado e revidou os disparos. Armado com uma pistola calibre 380, que foi apreendida, Luiz Gustavo Santana Barreto, de 23 anos, foi atingido pelo carcereiro e morreu. O seu comparsa fugiu com a Falcon, não sendo identificado de início. Segundo o delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior e o investigador Paulo Carvalhal, da DIG, a dupla da Falcon contou com a cobertura de mais dois parceiros, pelo menos, em um carro. Identificados como comparsas do ladrão morto, três homens tiveram as prisões temporárias decretadas pela Justiça. Um foi preso em fevereiro em razão de outro crime, e os outros dois foram capturados na terça-feira (3). Com três passagens por roubo pelo 102º DP (Capela do Socorro), na Zona Sul de São Paulo, Luiz Gustavo havia saído da cadeia no dia 22 de novembro de 2017.

Postagem original. Data original: 04-04-2018

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Entrar






Cadastre-se
Esqueceu sua senha?

Cadastre-se