• Responda à pergunta do dia e concorra a prêmios - Clique Aqui

Entidade alerta para efeitos da greve dos caminhoneiros na aviação do País

Ao menos duas das companhias disseram que remarcarão sem custos bilhetes para passageiros.

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), entidade de promoção do setor aéreo formada por companhias como Gol, Latam e Avianca, emitiu nota alertando para os riscos que as operações aéreas poderão sofrer no Brasil por conta da greve dos caminhoneiros, que entrou em seu quarto dia nesta quinta-feira (24). No documento, a entidade afirmou que alguns aeroportos brasileiros poderão esgotar seus estoques de combustível “nas próximas horas” e ainda fez recomendações a passageiros que tenham voos programados para os próximos dias.

Ao menos duas das companhias disseram que remarcarão sem custos bilhetes para passageiros. A Azul isentará passageiros com viagem marcada até 31 de maio. A Latam não cobrará taxa em voos domésticos com partidas, chegadas ou conexões em Aracaju, Brasília e Recife nesta quarta e também na quinta (24).

Contatos das companhias aéreas

  • LATAM: 4002-5700 e 0300 570 5700 (www.latam.com)
  • Gol: 0300 115 2121 e 0800 704 0465 (www.voegol.com.br)
  • Azul: 4003-1118 e 0800 887 1118 (www.voeazul.com.br)
  • Avianca: 4004-4040 e 0800-286-6543 (www.avianca.com.br)

Confira abaixo o teor completo da nota:

“A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) está acompanhando com preocupação a paralisação de caminhoneiros pelo país e os reflexos para o transporte aéreo comercial. Haverá impactos para as operações aéreas nas próximas horas em decorrência da falta de abastecimento de combustível em alguns aeroportos brasileiros. Ainda não é possível contabilizar o número de voos ou rotas impactadas. Alertamos aos passageiros para que estejam cientes quanto a eventuais atrasos e cancelamentos. Para embarques a partir da noite dessa quarta-feira (23), recomendamos a consulta do status de voo junto às empresas (por meio de sites, SACs ou aplicativos) antes mesmo do deslocamento ao aeroporto. A ABEAR ressalta que a aviação comercial segue rígidos padrões de segurança, inclusive em relação à quantidade de combustível necessário para cada vôo.”

 

Postagem original. Data original: 24/05/2018 – 12:42 – Atualizado em 24/05/2018 – 12:42.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Entrar






Cadastre-se
Esqueceu sua senha?

Cadastre-se