• Responda à pergunta do dia e concorra a prêmios - Clique Aqui

Governador Márcio França diz que abastecimento no Estado caminha para a normalidade

Após se reunir novamente com representantes dos caminhoneiros autônomos, o governador de São Paulo, Márcio França (PSB), afirmou que as refinarias de petróleo do Estado estão sendo desbloqueadas (Capuava, Presidente Bernardes, Paulínia e Henrique Lage). Segundo ele, o abastecimento está em processo de normalização, assegurando combustível nos postos de gasolina.  “Já estamos caminhando em direção à volta da normalidade em São Paulo”, avaliou o governador, após o quarto dia de reuniões com os representantes dos caminhoneiros.

Durante a reunião, no Palácio dos Bandeirantes, lideranças da categoria apresentaram mais um pleito: a inclusão dos caminhões que transportam combustível na lista daqueles que têm livre circulação na capital paulista (produtos perigosos). Segundo o governador, em conversa por telefone com o prefeito Bruno Covas, ele foi informado de que um decreto com a mudança será editado ainda hoje.

França elencou demandas anteriores da categoria, como a fixação de uma tabela para o frete, ao informar que as discutiu na noite de ontem com o presidente Michel Temer. De acordo com o governador, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, o informou que a MP do Frete deverá ser assinada ainda nesta tarde. “Todos os caminhoneiros aqui presentes acordaram que, se o presidente fixar e publicar as novas regras, será permitida a desobstrução das vias em outros locais do país”, disse o governador. A única exceção é a Rodovia Régis Bittencourt, cujas lideranças não responderam, por enquanto, aos representantes que participaram da reunião.

França pretendia conversar ontem com o presidente Michel Temer. Na segunda-feira (28), segundo o governador, os dois conversaram por telefone sobre o movimento dos caminhoneiros. Temer passou a manhã em São Paulo, no Fórum de Investimentos Brasil 2018, e retornaria para Brasília em seguida.

Postagem original Data: 29-05-2018

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Entrar






Cadastre-se
Esqueceu sua senha?

Cadastre-se








Pergunta do Dia:

A epidemia de febre amarela acabou?