• Responda à pergunta do dia e concorra a prêmios - Clique Aqui

Ministro de Defensa da Venezuela nega que prisões de militares aponte divisão na Força Armada

Caracas, 19 Mar 2018 (AFP) – O ministro da Defesa da Venezuela, general Vladimir Padrino López, negou nesta segunda-feira divisões dentro da Força Armada, depois de uma série de prisões de militares na ativa e reformados acusados de conspirar contra o presidente Nicolás Maduro.”Não há em absolutos divisões na Força Armada Nacional Bolivariana, dessa forma aos desesperados eu digo: fiquem tranquilos, aguentem, eles não vão conseguir”, assegurou o oficial ante o Alto-comando e às tropas no Forte Tiuna, em Caracas, em referência a rumores que circularam em redes sociais.A declaração de Padrino acontece depois que o general reformado Miguel Rodríguez Torres, um dos homens mais poderosos dos governos de Hugo Chávez e Maduro, foi detido na semana passada.O oficial é acusado de promover um complô para “atentar contra a unidade da Força Armada”.Sob acusações de traição à pátria, nove militares da ativa também foram presos em 2 de março.

Postagem original. Data original: 19/03/2018 – 15h56.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Entrar






Cadastre-se
Esqueceu sua senha?

Cadastre-se