• Responda à pergunta do dia e concorra a prêmios - Clique Aqui

Notícia-Crime apresentada ao Ministério Público alega que vereadores prevaricaram ao não fiscalizar a Prefeitura – destaca a Coluna Coquetel

COQUETEL

Caos

Postos sem combustível, mercados sem alimentos e a movimentação portuária totalmente paralisada. Estes são alguns dos efeitos da greve de caminhoneiros e transportadoras que paralisou o Brasil durante a semana.

Sobre rodas

A adesão foi total e colocou no centro do debate a dependência do país com o transporte rodoviário, seja por meio de motoristas autônomos ou empresas de transporte que aderiram veladamente ao movimento.

Tudo e todos

Aos poucos, os efeitos são sentidos em situações cotidianas, como o transporte público, abastecimento e no atendimento às necessidades básicas da população, entre elas Saúde, Educação e Segurança Pública.

Demandas

No centro das reivindicações está a mudança na política de preços para o combustível, adotada pela Petrobras para
resgatar o valor da empresa no mercado internacional. A carga tributária embutida no combustível também amplia a
adesão a um movimento que acaba sendo de todos.

Procon neles

Em Guarujá, os efeitos são os mesmos. Menos ônibus nas ruas e filas nos postos para comprar as últimas gotas de álcool, gasolina ou diesel. O destaque negativo ficou por conta dos estabelecimentos que aproveitaram a escassez do produto para aumentar os preços.

Translitoral

A Viação Translitoral informa que o abastecimento dos ônibus que fazem o transporte público municipal em Guarujá
não está sendo realizado. Para que não haja interrupção total dos serviços, desde quinta-feira (24) o esquema é o mesmo adotado aos domingos e feriados, com redução da frota em aproximadamente 40% das 6 às 20 horas.

Noturnos

Já entre 20 e 6 horas, o esquema é o mesmo da madrugada, com quatro linhas funcionando (26, 33, 38 e 55). O usuário poderá verificar os horários no site da concessionária de transporte municipal, Translitoral, clicando no link Ônibus Fácil (https://guaruja.onibusfacil.com.br/itineraries.jsp).

No hospital

O hospital Santo Amaro está em estado de alerta, monitorando intensamente os fluxos das entregas de oxigênio,
medicamentos e gêneros alimentícios. Até a conclusão desta edição, os efeitos ainda não causavam transtorno
direto nas operações.

Apreensão

“A paralisação, apesar de justa, pode por em risco a vida de pessoas que, internadas em hospitais, dependem da
entrega de materiais, medicamentos, alimentação e gêneros de toda espécie”, ressalta o presidente do HSA,
Urbano Bahamonde.

Contragolpe

Com a enxurrada de pedidos de investigação contra o governo que ingressam na Câmara, inevitável que alguém acusasse os vereadores de prevaricação, já que todos os pedidos apresentados até agora foram lidos e arquivados.

Alegações

É isso o que a munícipe Diene Santos alega em uma Notícia Crime apresentada ao Ministério Público Estadual, na semana passada. Alega que a Câmara deixou de cumprir seu papel de fiscalização da prefeitura.

Tribuna livre

O agente Comunitário de Saúde Rafael de Oliveira Rodrigues, que atua no Perequê, vai utilizar a tribuna da Câmara na próxima terça-feira (29). Seu objetivo é repudiar as recentes publicações sobre o estado de saúde de uma munícipe, fato que colocou sob suspeita a capacidade dos profissionais da unidade.

Moção de Repúdio

O assunto também foi alvo de uma Moção de Repúdio divulgada pela Confederação das Associações de Moradores de Guarujá (CMAG).

Ela voltou

Agora parece que é sério. A empresa TV Itapema, que oferece canais fechados em pacotes acessíveis de assinatura,
está de volta nos próximos dias, sob nova direção.

Ele também

O novo programa da emissora Guaru TV “Aqui e o povo”, sob o comando do jornalista Carlos Avilis, vem ganhando
audiência e respeito, com humor e informação.

Planejamento

Projeto do vereador Raphael Vitiello (PSDB) prevê o desenvolvimento de política pública específica voltada a mulheres em situação de vulnerabilidade social, com medidas que garantam acesso a alternativas anticoncepcionais
eficazes, a fim de diminuir o número de gestações não planejadas.

Público-alvo

Entre elas, está o fornecimento de contraceptivos reversíveis de longa duração. O público-alvo, neste caso,
seriam mulheres com dependência química, moradoras de rua e adolescentes com idade inferior a 17 anos que já tiveram gestação anterior.

Postagem Original Data: 26-05-2018

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

Entrar






Cadastre-se
Esqueceu sua senha?

Cadastre-se








Pergunta do Dia:

A epidemia de febre amarela acabou?