Sagui é encontrado morto em Santos e amostras são encaminhadas para laboratórios

O quinto caso de macaco morto, apenas neste ano, foi registrado no último domingo (18) em Santos. Desta vez, um sagui adulto fêmea foi encontrado após denúncia de um munícipe. O corpo do animal foi recolhido para realização de exames. O macaco foi encontrado no bairro Vila Belmiro, junto com dois filhotes vivos. De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente, o veterinário José Heitzmann Fontenelle, que realizou a necropsia na segunda-feira (19), a possível causa da morte é involução uterina. Apesar do laudo, foram retiradas amostras do sagui para envio ao Instituto Adolfo Lutz (IAL) para confirmar ou descartar a infecção por febre amarela. Amostras do cérebro serão encaminhadas ao Instituto Pasteur para o diagnóstico de raiva.

Em 21 de janeiro, um sagui adulto macho foi encontrado morto no Morro Santa Terezinha. O resultado do IAL deu negativo para febre amarela, mas o município aguarda o resultado do Pasteur para diagnóstico de raiva. Outro sagui foi encontrado morto no dia 6 de março no Macuco, com amostras também enviadas ao IAL e Pasteur. As duas necropsias realizadas na Unimes não encontraram sinais de violência nos animais. Na última quarta (14), um sagui filhote foi encontrado morto no Monte Serrat e, na sexta (16), foi a vez de um outro sagui adulto no Morro Santa Terezinha. As duas necropsias também foram feitas no Orquidário. No primeiro caso, foi localizado um hematoma na cabeça, que pode indicar queda, e na segunda ocorrência houve uma hemorragia pulmonar por causa desconhecida. As amostras dos animais foram enviadas ao IAL e Pasteur, sem resultados até o momento. Em média, os exames demoram de 15 a 30 dias para ficarem prontos.

Postagem original. Data original: 20/03/2018 11h26.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Entrar






Cadastre-se
Esqueceu sua senha?

Cadastre-se