• Responda à pergunta do dia e concorra a prêmios - Clique Aqui

Vereadora de Cubatão polemiza na web ao criticar cesta básica e dar pão integral a cão

Uma vereadora de Cubatão foi criticada nas redes sociais após fazer uma postagem sobre doação de cesta básica, publicada na segunda-feira (9). A polêmica tomou forma após um de seus seguidores questionar a contrariedade da parlamentar quanto à ajuda para famílias com baixa renda, comparando com uma publicação anterior em que ela mostra seu cachorro comendo pão integral. A confusão teve início quando a vereadora Érika Verçosa Albuquerque Nunes (PSDB) postou em sua rede social sua opinião sobre alguns benefícios oferecidos a famílias de baixa renda. Na publicação, ela diz que “quando um governo luta pelos pobres, busca meios de tirá-los da pobreza e não distribue [sic] cesta básica por anos sem fim, pra mantê-los dependentes de favores, isso é imoral. Dar peixe é fácil, difícil é se envolver e ensinar a pescar”.

Aoler a publicação, um de seus seguidores lembrou de uma postagem mais antiga da vereadora. No post , Érika mostra uma foto de seu cachorro comendo pão integral no café da manhã. “Falar em pobreza, tirar da miséria realmente isso deve ser fácil, difícil é postar cachorro comendo pão integral. Nada contra o animal, meu problema são nos humanos [sic]”, comentou o internauta.

Moradores da cidade passaram a reclamar que a vereadora nega cesta básica a ‘quem está passando fome’, mas oferece pão integral ao seu cachorro.

A parlamentar explica que a publicação do animal foi apenas uma brincadeira. “Foi uma brincadeira de ‘bom dia’, pois ele come tudo que a gente dá. Uma postagem simples, sem nenhuma relação com a minha opinião. Não sei o que uma coisa teve a ver com a outra. Eu respondi à pessoa e acho que está tudo bem”, conta. Érika ainda explica que, às vezes, faz postagens engraçadas para quem, como ela, é amante dos pets.

A opinião sobre o oferecimento de cestas básicas ela mantém. “Eu não sou contra, mas é muito mais fácil ajudar por um tempo determinado. Você oferece os meios para que essas pessoas consigam progredir. Se ajudar por anos, sem fim, não estimula a pessoa a crescer”, finaliza.

Postagem original. Data original: 10-04-2018

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Entrar






Cadastre-se
Esqueceu sua senha?

Cadastre-se